Quem sou eu

Minha foto
simplesmente um servo a serviço do Senhor na assembléia de Deus em Paulo Afonso-Ba, pregador do evangelho, ministrando em congressos, seminários.

SERVO!

EU quero ser um servo ,só para te o prazer de te servi com alegria,pode fica aos teus pés ouvindo sua maravilhosas palavras de vida,poder derramar o meu melhor sobre ti,divulgar para o meu próximo, como e maravilhoso te servir,poder te acompanhar pelo deserto, ver com os meus olhos os milagres que operas na vidas dos necessitados , ver os mortos espirituais reviver,poder ver a tua igreja a noiva do cordeiro,pronta para o arrebatamento,que eu na qualidade de servo, posar me juntar a tantos outros servos, para profetizamos a estar nação,que este desejo comece agora enquanto você ler esta mensagem.

sábado, 31 de março de 2012

AS TRES UNÇÂO DE DAVI

Pastor Samuel Ferreira destaca as três unções recebidas pelo rei de Israel
O décimo dia da Campanha de Portas Abertas foi marcante na Assembleia de Deus do Brás. Logo no início do culto, na noite de 11 de março, o pastor Samuel Ferreira anunciou o tema pelo qual a igreja estaria orando na semana. “Vamos orar para que Deus te dê capacidade para administrar finanças”, disse o presidente da AD Brás, explicando que se a pessoa não souber usar o dinheiro, ele nunca será bem empregado. O pastor usou a passagem de Gênesis 39.3 a 5, que fala da sabedoria de José em administrar e pediu para a igreja repetir: “Senhor me ensina a administrar os meus bens”.
Cumprindo a liturgia do culto, que contou com testemunhos e momentos de louvor dos corais e grupos musicais da AD Brás, além do cantor Marcelo Aguiar, o pastor Samuel Ferreira fez também anúncios. Entre eles, avisou sobre o culto do dia 18 de março, quando haverá santa ceia. “Não perca este culto, será muito especial para nossas vidas e eu espero você aqui para juntos sermos abençoados e estarmos em comunhão”.
Davi, um homem diferenciado
Baseado nos textos de 1º Samuel 16.12 e 13, 2º Samuel 2.4 e 2º Samuel 5.3 o pastor Samuel ministrou sobre o único homem, na Bíblia, que foi ungido três vezes: Davi. “Esse homem, todos vocês conhecem sua história. Ele foi um grande cantor, escritor; grande homem, grande rei e grande profeta. Tudo nele era diferente e foi especial. E estas três passagens mostram exatamente as três vezes em que esse Davi foi ungido de forma diferenciada”.
O reverendo explicou que dentro deste contexto, somente Jesus passou por esse procedimento. Disse também que Davi chamava a atenção por ser um homem diferente, alguém que alegrava a Deus e o conquistava pelo seu proceder. “Deus amava tanto Davi que resolveu fazer tudo diferente com ele. Quanto Davi errava, Deus o chamava para que ele decidisse qual seria a repreensão a ser recebida. Com os outros, Deus resolvia, mas com Davi Deus perguntava o que ele queria receber como correção. Davi errava mais do que você possa imaginar, mas quando ele orava, cultuava a Deus, ele se desmanchava na presença do Senhor. Quando queria dizer que Deus era grande, ele dizia: Para onde fugirei da tua presença. Quando sabia percebia que Deus estava bravo, dizia: ‘Não afasta de mim a tua presença’ e ‘O Senhor é o meu pastor nada me faltará!’ Davi era assim. Um homem diferenciado”.
De acordo com o pastor Samuel, Davi era tão diferente que quando Deus quis abençoá-lo, o ungiu três vezes. “Os normais, Deus ungia uma vez só. Mas, os diferentes… Deus fazia coisas diferentes com eles”, ministrou.
O pastor disse que esta palavra era para aqueles que gostariam de fugir da normalidade. “Se você quiser, você sairá com as três unções que Davi recebeu”, desafiou. Contou que quando Davi recebeu a primeira unção tinha por volta de 15 anos e, já naquela época, não era um menino normal. Apesar de estar em idade para brincar, Davi enfrentava e matava leão, urso e expulsava demônios. “Davi vivia longe de sua família. Todos os irmãos ficavam ao lado do pai, mas Davi no meio do rebanho, trabalhando”.
Em sua pregação, o Pr. Samuel disse que até aquele momento, Davi vivia e aprendia tudo no anonimato, longe de todo mundo… “O pai não o via trabalhar, os amigos não o viam, aliás Davi não tinha amigos. O serviço que Davi fazia não tinha ninguém para elogiar. Quando Davi matou um leão, não teve para quem contar. Os irmãos de Davi não gostavam dele”.
A Bíblia narra que Saul começou a agir de forma errada, e a partir daí Deus começou a procurar um rei para substituí-lo. “O homem que era anônimo para todos, não era anônimo para quem ungia reis!”, destaca o presidente da AD Brás.
Uma nova história
Deus pediu ao profeta Samuel que fosse à casa de Jessé em busca de um rei. Os irmãos de Davi foram todos apresentados por Jessé, o pai, ao profeta. Mas nenhum foi aprovado por Deus. Até que Jessé se lembrou do filho caçula, Davi, que estava pastoreando. Quando Davi chegou, Deus pediu para Samuel se levantar e ungi-lo, porque aquele era seu escolhido.
“A primeira unção de Samuel sobre Davi foi a unção para tirá-lo do anonimato. Até aquela unção, ninguém conhecia Davi e ninguém tinha ouvido falar do menino. Até aquela primeira unção Davi era desprezado, era visto apenas pela roupa que vestia e notado pelo seu cheiro de ovelha. Era visto como uma pessoa diferente, como alguém que não era parte da família, a pessoa que ninguém dava nada. Jessé, seu pai, não se lembrava dele. Mas, na hora em que Samuel derramou o azeite sobre a cabeça de Davi, a história muda! A partir daquele momento os gigantes deveriam estar preparados, seus parentes e todos os que o desprezavam deveriam estar preparados, quem achava que aquele menino não servia para nada deveria ficar preparado, porque a partir dali o menino é ungido de Deus e sua história iria mudar”, prega o pastor Samuel.
As três unções de Davi
“A primeira unção desta noite é para quem que as pessoas não dão nada para você, para quem trabalha e ninguém vê… Vai cair unção de Deus sobre tua vida e a tua história vai mudar”, declara o pastor Samuel, que completa: “Quem não te respeita pelo que você é, vai ter que te respeitar pelo que Deus vai te fazer ser!”.
1) A primeira unção tira você do anonimato. Esta unção traz:
Coragem. “Eu não vou conhecer Golias que eu não possa matar. Diga: Eu sou ungido! Que venha Golias.”
Palavra profética. “É a unção de profeta que nos faz declarar: Hoje mesmo! É aquela que te dá coragem para dizer o que vai acontecer. Davi olhou para o gigante e disse: ‘Hoje mesmo o Senhor Deus de Israel me entregará sua cabeça e todo Israel saberá que há um Deus no meio do arraial’. Deus me deu unção para profetizar. Diga: Golias vai cair!”
O fim das coisas emprestadas. “Davi tentou colocar a armadura emprestada de Saul. Mas não conseguiu usá-la. Ele recebeu a unção da coragem e não precisava daquela armadura. Nunca mais você vai tomar emprestado. Vai sair do jugo das coisas emprestadas: cartão de crédito, cheque especial, dinheiro de agiota…”
O pastor Samuel fez a igreja se lembrar de suas dificuldades. “Qual é o gigante que está te afrontado? É Golias? Vai cair. É obstáculo financeiro, doença, desprezo, falta de casa, falta de paz, tão falando mal de você, estão te caluniando… Levante a mão e diga: Estou ungido. Vão ter que me aplaudir. Estou saindo do anonimato, estou debaixo de bênção”.
O pastor Samuel lembrou ainda que quando Davi saiu de sua casa, ninguém queria saber dele, mas quando voltou, depois de ter matado o gigante (Sm 18), entrou no arraial foi parabenizado, aplaudido… “Tá chegando o dia, tá chegando a hora, em que todo o anonimato vai sair da tua vida, você vai passar pela rua e vai ser aplaudido. Tá chegando a hora que a humilhação e o desprezo que você sofreu irão acabar. Porque a unção do Senhor Jesus está caindo sobre tua vida hoje. Diga: ‘Deus eu recebo a unção que vem de Ti!’”
2) A segunda unção faz todos te reconhecer diante dos que te perseguem.
Quando Davi saiu do anonimato, ele começou a conhecer algo que só os campeões conhecem. Ele aprendeu a conviver com a perseguição. “Você quer ser abençoado? Aprenda a administrar a perseguição. E o pior não é ser perseguido, mas é ter o poder para acabar com a perseguição, mas não querer reagir porque foi ungido por Deus e precisa esperar Nele. É precisar de amigos e encontrar a companhia dos piores. É dormir em um lugar e ter que acordar de madrugada para fugir. Davi passou por tudo isso, porque até receber a primeira unção Davi era mais um, mas com ela veio o reconhecimento e a perseguição”, explicou o pastor Samuel.
O pastor disse que a fama tem um preço alto. “O poder isola porque, todo mundo aceita o poder até não ser atingido por ele. Quando você era um Zé ninguém você não incomodava, mas quando começou a ter poder… Davi teve que fugir. Em suas fugas há expressões de alguém que parecia desejar a morte, como ‘o meu pão eu como molhado pelas minhas lágrimas’. Muita gente que você ajudou, que te deve a própria vida (Saul devia a vida a Davi) vai te perseguir. No dia que Saul recobrou as forças ele queria matar Davi. Maldito o homem que confia em outro. Só tem um lugar que você pode descansar nesse mundo: É à sombra do Onipotente”.
O pastor destacou algumas situações que causam perseguição. “Você quer ser feliz? Os infelizes vão te odiar. Para o lugar aonde muitos de vocês irão, já tem gente ocupando. Há muitas coisas que vocês estão pedindo que estão no poder de outros. Você está preparado para aguentar o que os outros vão fazer para não perder? Davi foi perseguido durante 13 anos. Procura Jessé, procura os que disseram parabéns, Davi… Você não vai achar um. Procure os irmãos de Davi… Mas a Bíblia diz que no momento em que Davi foi ungido, o Espírito do Senhor se apoderou de Davi. Uma coisa é ter o Espírito de Deus, outra coisa é o Espírito de Deus ter você. Você está no colo do Espírito de Deus. Diga: ‘Estou descansando nos braços dele’. O plano que fizeram contra você é perfeito, só esbarrou em uma situação: em Deus! Não contavam que você estava guardado nos braços de Deus. Ninguém vai te encontrar, Deus vai te guardar”.
Mas tudo isso e a resistência de Davi, amparado pelo Senhor traz o reconhecimento de que ele era diferente e ungido de Deus. Quando Saul morre, Davi está em Hebrom, ali muitos viram que não adiantou ter ficado contra Davi. E agora ainda tinha um grupo de valentes ao seu lado, que não media esforços para atender Davi. Os príncipes de Judá, que eram a família de Davi, pois Davi era descendente de Judá, precisavam mudar a estratégia. Qual era? Ir a Hebrom e junto ungir a Davi. Na primeira unção, vem o profeta. Na segunda, vêm os príncipes. Davi aceitou. Se é bênção, não importa de quem, aceite! Profecia boa nem precisa julgar, recebe. Ruim, pé pra trás. Se você aguentar a perseguição, os que te perseguiram vão ter que vir. Vão ter que te encontrar, mas não é mais para te matar, é para te ungir. Teus inimigos vão ter que te ungir!”
3) A terceira unção trará a autoridade sem fronteira.
Davi era rei, mas tinha fronteira. Era rei apenas de Judá. “Se saísse de Judá era um Zé Ninguém… Em Judá era autoridade, mas fora não. Mas Deus disse que daria uma terceira unção e reuniu as tribos de Israel para um concílio a fim de ungir Davi. Imagine uma reunião de governadores para escolher um para mandar. Os príncipes de Israel se reúnem para colocar Davi sobre eles! Reconhecem que Davi é diferente, que o Espírito de Deus está sobre ele quando canta e até quando é perseguido…”
Os príncipes chegam Judá e se apresentam com presentes e ofertas, e dizem: “Davi, a partir de agora, não tem jeito, nós descobrimos que queremos que você seja nosso rei, que governe sobre nós! Ou seja, quando você for a qualquer uma das tribos, você é quem manda”.
Davi aceita, mas sob a condição de que seja ungido por cada um deles. Os príncipes chegam de todas as tribos, cada um com seu azeite e dizem: “Esta unção faz de você nosso líder, onde você colocar o seu pé você vai dominar”.
O pastor Samuel ministrou que esta unção derruba as fronteiras. “Ela vem como consequência, pois você recebeu a primeira, passou pela segunda e da terceira você não escapa. Você está guardado nos braços do Pai. Esta unção te fará reconhecido em todas as nações. Te dará poder, riquezas e prosperidade. Te dará conquista sobre seu lar. Te dará conquista sobre as tuas emoções. Te dará conquista sobre tua saúde. Te dará conquista sobre os que te perseguiram… Onde você chegar a bênção de Deus chega atrás de você. Esta unção te dará prosperidade na vida espiritual e você será luz para nações. Te dará um novo mover do Espírito de Deus dentro de você e sentirá alegria como nunca sentiu até hoje Te dará algo tão grande que só você e Deus saberão o que é. Esta unção está derramada a partir de agora sobre tua vida”, ministrou o pastor Samuel.
Toda a igreja ficou em pé, e após a oração do pastor Samuel Ferreira, uns oraram pelos outros. Foi um momento de intensa alegria na igreja pelo grande mover do Senhor e o derramar da unção sobre cada um que participou do culto da AD Brás.

Um comentário: